Médico em Casa

Quiropraxia

Entrevista com o quiropraxista
Paulo Sugimoto


ABQ: 0647

 

 

Silmara Biazoto

 

Portal Médico em Casa – A quiropraxia atua em quais partes do corpo humano?

Paulo Sugimoto – A quiropraxia vai atuar principalmente na coluna vertebral. Ao todo, são 24 vértebras na coluna. A atlas é a primeira vértebra logo abaixo da cabeça, temos 7 na parte cervical, 12 na torácica e mais 05 na lombar.

A medula espinhal, que é uma continuação do cérebro, passa dentro da coluna e é constituída por segmentos móveis que estão sujeitos a desalinhamentos e vão interferir na condução neural, então, o objetivo principal da quiropraxia é detectar estes desalinhamentos para ver a interferência entre o cérebro e as demais linhas do corpo.

 

Portal Médico em Casa – De quanto é este desalinhamento?

Paulo Sugimoto – Varia de 2 a 8 milímetros para a esquerda ou para a direita, com uma rotação anterior ou posterior de 01 até 05 graus.

 

Portal Médico em Casa – Quais as queixas mais frequentes das pessoas ao procurarem pelo quiropraxista?

Paulo Sugimoto – Dores na cervical, por exemplo, hérnia de disco com irradiação para o braço, dores lombares, dores ciáticas com irradiação para a perna e problemas articulares da coluna 

 

Portal Médico em Casa – Qual a doença mais recorrente tratada pelo quiropraxista?

Paulo Sugimoto – O objetivo da quiropraxia não é tratar doenças e sim restabelecer o equilíbrio do corpo. O cérebro controla e coordena todas as funções do corpo, inclusive a musculatura postural, respiração, frequência cardíaca, pressão arterial e sistema imunológico. É importante ter este sistema funcionando na íntegra para a melhora da saúde e qualidade de vida.

A dor acaba melhorando como consequência de uma melhor postura, não se atua diretamente na dor, porém com a melhora da postura, isso se torna uma consequência.

 

Portal Médico em Casa – Quais os métodos de correção na quiropraxia?

Paulo Sugimoto – Na quiropraxia, nós temos diversos métodos de correção, basicamente os que vão focar na correção da coluna inteira e normalmente trata-se de um método manual ou técnicas que vão se especializar na primeira coluna cervical, que é o atlas.

Temos uma região neurológica do atlas que controla a musculatura postural, então, se o atlas estiver desalinhado, o paciente vai ter esta compensação no resto do corpo. Portanto, o tratamento acaba focando nesta parte do corpo e o resto é secundário.

A técnica mais comum chama-se diversificada, que é a técnica básica que recebe o quiropraxista formado na faculdade. Fora esta existe a técnica Gonstead, SOT (Sacro Accipital Technique Activator), que são técnicas diferentes para a subluxação vertebral.

 

Portal Médico em Casa – Qual a quantidade mínima de sessões?

Paulo Sugimoto – A primeira consulta é uma avaliação para detectar se há um desalinhamento. Então, temos testes e exames para isso.

Uma vez detectado no exame físico, o paciente faz uma tomografia em 3D e assim consigo visualizar o desalinhamento na imagem e a partir disso também são feitos os cálculos. As correções acontecem gradualmente.

Normalmente a primeira correção deve durar em torno de uma ou duas semanas, antes de desalinhar novamente. Conforme o paciente retorna e se faz as correções, o corpo tende a ir estabilizando e uma vez estável, o paciente consegue segurar este ajuste alguns meses ou alguns anos.

Pacientes diferentes estabilizam e seguram a correção melhor que outros. A intenção para todos é que se consiga segurar o maior tempo possível.

Alguns pacientes que tiveram lesão de ligamentos e de disco mais graves, normalmente precisam ser corrigidos com mais frequência, então, uma vez por mês ou a cada um mês e meio, eles vão precisar de uma correção independente dos cuidados que tomem.

Tenho um paciente que fez uma correção em 2012, neste final de semana eu fiz a checagem e ele ainda estava segurando a correção.Na verdade não tem um tempo exato para segurar o alinhamento.

A correção no Atlas Orthogonal, a técnica que utilizo, é feita com instrumento. Atlas Orthogonal é um instrumento que foi desenvolvido por um quiropraxista chamado Roy Suete, no ano de 1970, que representa o ajuste manual usando ângulos e vetores mais específicos.

Ao invés de fazer a correção utilizando a manipulação ou torção do pescoço, utiliza-se este aparelho, responsável por enviar uma percussão mecânica que o paciente nem sente de tão leve que é o impulso.

 

Portal Médico em Casa – Por que a especialização nesta vértebra chamada atlas?

Paulo Sugimoto – Foi um caso familiar, a minha mãe estava com indicação cirúrgica, tomando morfina e outras técnicas que ela tinha tentado não estavam resolvendo o problema.

Depois que ela corrigiu o atlas, percebemos que a cirurgia não seria necessária. Isso me mostrou que essa é uma região importante no corpo e que precisa ser corrigida, caso contrário vamos ter estes defeitos secundários pelo corpo.

 

Portal Médico em Casa – A especialidade é reconhecida na área da saúde no Brasil? 

Paulo Sugimoto – A quiropraxia está em fase de regulamentação no Brasil. A intenção é que ela seja uma profissão como é nos Estados Unidos, na Austrália e no Canadá, que são da área da saúde independente da medicina.

Anunciar é a melhor forma da sua marca ser lembrada.  Entre em contato conosco, clique aqui.

RECEBA NOVIDADES NO SEU EMAIL

VEJA MAIS ENTREVISTAS

Deixe uma resposta

Fechar Menu